quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Confissões da madrugada #1

Yo minna! Eu vou postar confissões da madrugada uma vez por semana, embora
 vocês não entendam boa parte do que vou escrever, eu vou postar. Não foi de madrugada que postei, mas é geralmente o que penso antes de dormir.

 Estava tudo escuro, se olhasse de longe só veria a brecha de luz do meu quarto que vinha da lâmpada e queimava meus olhos, atrapalhando meu sono, olhei para meu reflexo na tv, olhei para minha parede, ouvi a playlist no meu celular que dizia: Preferidas, mas realmente eram as músicas que me faziam pensar na vida. Nas animadas lembro de meus amigos e da diversão que temos, as pesadas penso nos problemas da vida e como seria melhor resolve-los, as tristes me lembram pessoas que se foram da minha vida sem ao menos terem morrido e as que eu tenho certeza que não querem minha presença e as músicas normais na qual eu fico viajando e durmo com o fone no ouvido. Não sei como ele acaba fora da minha cama, só ouço minha mãe reclamar no dia após esse. Me preparo para mais um dia tentando sorrir sinceramente, eu dou risadas, mas elas não espalham felicidade, só consigo sorri assim quando faço outras pessoas felizes. Fico no meu canto, as pessoas que vem me procurar, e os amigos dessas pessoas se queixam por ter falado comigo, me sinto culpada, e depois de alguns dias essa pessoa começa a ser ignorante comigo, parece até que foi manipulada a cortar relações.
 Queria saber porque tudo é dividido, sempre foi assim, eu leio histórias nos livros, assisto filme, estudo história e sempre vejo discórdia entre duas coisas. Dizem que existe o bem e o mal, figuram uma pessoa boa e uma pessoa má, eu me pareço com uma pessoa má, mas tenho coração bom. Na verdade, eu sou fraca em transparecer sentimentos, eu posso estar falando com a pessoa com vontade de dar um soco na cara dela, e posso estar ofendendo uma, mas implorando por um abraço, eu sou altamente confusa, nem os meus pais me entendem, muito menos eu. Quem dirá vocês...

Nenhum comentário:

Postar um comentário