terça-feira, 15 de outubro de 2013

Viagem a Mucugê

Yo minna! Que lugar divo cara, lá é cheio de diamante, pena que não pode mais explorar(arrumando um plano pra pegar uns diamonds).


Eu sei que não contei nada pra vocês(e eu tenho obrigação de fazer isso?), mas eu viajei para Mucugê, na Chapada Diamantina no estado da Bahia(meu estado divo, e não, eu não sou preguiçosa e nem falo oxente, só as vezes). Fui num passeio que o colégio ofereceu aos alunos da oitava série e o ensino médio, e como eu só me ferro nessa droga de vida(momento revolts) nenhuma pessoa da minha sala foi, mas eu tinha a companhia de Carol(que é uma série a mais que eu), foi muito louco e divertido, rimos, dançamos, sentimos muito frio mesmo, entramos no wifi do hotel, cantamos, tomamos banho de rio, nadamos num poço de 15 metros de profundidade, tão azulzinho. Pra mim foi uma experiência bem inédita, eu nunca tinha viajado assim sem os meus pais, dormir num quarto em que eu não falava nem conhecia ninguém, nunca senti tanto frio quanto eu senti lá. Eu sempre assistia aquele programa, o Globo repórter, e via os homens passando por aqueles lugares montanhosos, mas nunca imaginei que faria isso, muito menos nadar num lugar tão fundo. Eu fui num café chamado Piriquita café, levem como termo pejorativo, porque é realmente cheio de coisa de calcinha e vocês sabem bem o que é. Agora algumas fotos tiradas lá, cliquem pra ampliar.


Um rio que eu esqueci o nome
O tal do café


O rio que eu esqueci o nome de novo
Sempre Viva, a flor originalizada de lá

Esse rio de novo


3 comentários: