sábado, 23 de novembro de 2013

Confissões da madrugada #5

Fiquei sem postar essa duas semanas e talvez fique sem postar alguns dias, mais ou menos um mês, recu de matemática(não sei se to mesmo).

Me sinto, sei lá, um ser em cima do muro, em todos os sentidos, bipolaridade talvez seja, não sei. Nunca concordo nem discordo, me sinto pressionada a escolher em que lado ficar, bem ou mal, os perdedores ou ganhadores, me sentir bem ou me sentir mal. É algo que não consigo explicar, mas sei como exemplificar. É como houvesse uma guerra lá fora, em que eu tenho escolha de ir pra um dos lados dos integrantes, mas eu só quero ficar em casa e ver tudo explodir, voar, se destruir. Pra mim não tem sentido brigar(me xinguem irmãos do chalé 5), poderia tudo se resolver se as pessoas escultassem as outras, se escutasse, me escutasse, mas elas não entendem, ouvem o que elas querem e tornam em algo maior do que o verdadeiro e querem se vingar, não querem deixar barato. se uma pessoa usa drogas, mas não rouba, não causa problemas a mãe, trabalha pra comprar seu vício, deixe-a, ela que escolheu esse mundo, veja Miley Cyrus, ela entra na sua casa e te assalta? Ela grita com você, ela te maltrata? Então pra que falar dela? Eu, eu digo várias coisas doidas com um tantinho de pensamento suicida, eu não quero fazer isso, apenas estou sendo realista, não estou xingando a mãe de ninguém, não estou matandando ninguém, muito pelo contrário, só estou ferindo a mim, deixe-me falar, eu vou ficar adulta, vou parar com esses pensamentos, vou ter uma família a qual vou dar mais atenção, vou me conhecer. 
 À vezes necessito de muita atenção que exalo pelo poros do meu corpo, mas há um momento que eu quero ficar só, eu e eu, frente a frente, acertar as coisas, decidir o que fazer, refletir, decidir dar confiança a algumas pessoas. Se acharem meu juízo e minha consciência por ai, digam que sinto saudades. Estarei esperando sempre no mesmo lugar, na mesma hora, como minha aparência da infância, olhos brilhantes de alegria e inocência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário