quinta-feira, 17 de abril de 2014

Confissões da madrugada #13

Yo minna! Crédito do gif: http://chocolatesugarwaffle.tumblr.com/

Me sinto um tanto quanto bem, nada mudou, nada continua o mesmo de sempre, uma  vida rotineira de acordar e ir pro colégio, voltar, ver meu pai, ver minha mãe chegar a noite, fazer palhaçada para eles rirem, socializar virtualmente. Com greves, mortes e roubos acontecendo a todo momento. Morando no Brasil não é tão assustador assim, quando não presencio.
 Uma situação bem estranha vivi essa semana, não gostei muito, vi uma das minhas professoras mais alegres ficar com cara de assustada e bem triste. Não posso revelar o motivo pela privacidade da vida dela, mas é uma situação realmente de se assustar, até convivo com algo do tipo e não é nada fácil e muito preocupante. Então pensei eu, será que vou passar por esse abalo também? E livrei-me do pensamento antes que ele se tornasse forte. 
 Outra coisa que vem bagunçando meus miolos que já não andavam direito é a questão de relacionamentos, admito que levo esse assunto na maior brincadeira, mas às vezes paro para pensar sobre isso. É algo que não poderei falar muito por aqui, porque pelo menos tento preservar minha privacidade. Mas como adolescente em relação a relacionamentos amorosos é sou bem parada, não sei se é pelo fato de eu ficar nervosa demais, ou porque geralmente convivo com pessoas do sexo oposto que são menores ou mais fracas que eu(filha de Ares e dai?) e que na maioria das vezes são bem idiotas. É muito f*da você ler um livro de romance e ver que isso não vai acontecer com você, porque o SMS é da operadora, a mensagem do whatsapp é da amiga contado dos seus pretendentes. Mas penso que atrapalharia um pouco a minha vida escolar se um dia e tal acontecesse aquela baboseira toda. O caso é que virou uma questão de status, até na minha família os mais novos conseguem se dar bem, mas continuo com minhas brincadeiras, porque penso que tenho que ser do jeito louca que eu sou, e como eu devo ter dito umas postagens atrás, uma pessoa realmente gostará de mim quando gostar do meu verdadeiro jeito. 
 Então aparecem os loucos do k-pop com músicas com letras lindas e eu nem posso crer no que falam(momento deprimente de uma k-popper ouvindo Just one day e Symptoms). Só observando L montado isso mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário